Federação Paulista de Golfe

Notícias

  • Home >>
  • notícias
segunda-feira 10 de junho de 2019

Faldo Series: Gui Grinberg vence etapa sul-americana de ponta a ponta e por 10 de vantagem

Ele, a irmã Lauren, Thomas Choi, Gabriel Velasco e Isu Choi garantem vaga na final mundial

Gui Grinberg com o troféu da Faldo Séries, seu segundo título importante consecutivo por ampla margem; Foto: Jotagê

Gui Grinberg com o troféu da Faldo Séries, seu segundo título importante consecutivo por ampla margem; Foto: Jotagê

por | Ricardo Fonseca

Mais uma vez o golfe brasileiro se rendeu ao talento de Guilherme Grinberg, do São Paulo GC, que venceu de ponta a ponta e por dez tacadas de vantagem a Faldo Series South America Championship, etapa regional do maior circuito juvenil e júnior do mundo, que classificou os campeões de cinco categorias por idade para a Faldo Grand Final, que será jogada em Abu Dhabi, no fim do ano. Além de Gui, campeão até 16 anos, também classificaram-se Thomas Choi (até 18 anos), Gabriel Velasco (até 21), Isu Choi (até 16) e Lauren Grinberg (até 21). O torneio foi jogado de sexta-feira a domingo, 7 a 9 de junho.

Numa semana onde nenhum dos outros 49 participantes conseguiu jogar abaixo do par por duas vezes, Gui quebrou o par do Porto Alegre Country Club (PACC), na capital gaúcha, em todas as três rodadas, para despachar os adversários. Foram 15 birdies em 54 buracos, incluindo seis na rodada final, que abriu jogando quatro abaixo nos primeiros oito buracos, antes de vencer com 204 (68- 67-69), seis abaixo do par, o suficiente para ganhar pontos de bônus em todos os dias para o ranking mundial amador de golfe (WAGR), onde já poderá aparecer como o terceiro ou quarto melhor brasileiro na atualização desta semana.

Domínio - Esse foi o terceiro título de Gui, em 2019, e seu segundo seguido, depois de ter conquistado o título do Honda Open – Aberto do PL, sua primeira grande conquista, com nove abaixo do par e sete de vantagem sobre os adversários. O campeão brasileiro pré-juvenil de 2018, que estreia na categoria juvenil nesta temporada, teve uma vitória ainda mais impressionante na turma de até 16 anos, terminando 21 tacadas à frente de Renato da Silva Filho, do Curitibano, vice com 225 (80-68-77), um dos poucos que jogou abaixo do par na semana. Wesley Gabriel Bairros, do Dunas, ficou em terceiro, com 233 (80-77-76)

Apenas quatro jogadores além de Gui conseguiram uma volta abaixo do par na semana, a começar por Thomas Choi, do São Paulo GC, que foi líder empatado no primeiro dia, antes de terminar em segundo lugar na geral, com 214 (68-72-74) tacadas, quatro acima do par, o suficiente para ser o campeão até 18 anos com seis tacadas de vantagem sobre Pedro Marchioni, mais um do São Paulo GC, que somou 220 (73-76-71). Tomas Afonso Ribeiro, do Terras de São José GC, ficou em terceiro, com 223 (76-75-72).

Playoff - Outro foi Gabriel Velasco, do Belém Novo GC, que igualou a melhor volta do torneio na rodada final para se recuperar de uma desvantagem de 10 tacadas e tirar o argentino Guido Fraga o título da categoria até 21 anos, que ele liderava desde o primeiro dia. Velasco (79-73-67) e Fraga (70-72-77) haviam empatado com 219 tacadas, com o gaúcho precisando de três buracos extras para vencer no desempate. Lucas Park, do Paradise (73-74-76) e Daniel Celestino, do Graciosa (75-72-76) empataram em terceiro, com 223 tacadas. Jair Benke Junior, do Pine Hill, quarto até 21 anos, com 225 (78-68-79), completou o grupo que conseguiu uma volta abaixo do par.

Na classificação geral, Gui (204), Thomas (214), Velasco (219), Fraga (219) e Marchioni (220) foram os cinco primeiros colocados. Tomas Afonso e Lucas empataram em sexto, com 223, enquanto quatro jogadores empatados em nono, com 225, completavam os Top 10: Renato da Silva Filho, Arthur Locoman Dos Santos (74-74-77) Jair Benke Junior e Matheus J.H. Park (75-71-79).

Feminino – Houve um prêmio geral em separado para as meninas – só o campeão geral recebeu troféu – Lauren Grinberg, da Barry University, teria feito dobradinha com o irmão. Líder do primeiro dia, ele foi superada no segundo pela coreana Isu Choi, do Terras de São José, e empatou o jogo na volta final. Pelos critérios da Confederação Brasileira de Golfe o desempate é feito pelo últimos 18 buracos (e não pelos últimos 36, o que deixaria Lauren, que somou 228 (75-75-78), na frente de Isu, com as mesmas 228 (78-71-79) tacadas.

As duas, no entanto, saíram campeãs de suas categorias. Lauren venceu na até 21 anos, seguida por Laura Caetano, de Brasília, com 223 (79-78-76), e por Samire Oliveira, do Arujá, com 243 (82-80-81). Isu, por sua vez, foi a campeã até 16 anos, seguida pela paraguaia Damini Ghanshyani, com 235 (80-77-78), e por Meilin Hoshino, do São Paulo GC, também com 235 (75-75-78). No feminino não há, na Faldo Series, categoria até 18 anos.

Mini-Faldo – A competição paralela, extra oficial, para jogadores de idades menores, teve Pedro Miyata, do São Fernando, campeão até 13 anos com 230 (79-75-76) tacadas, seguido por João Gavião, do Belém Novo, com 239 (80-80-79) e por João Bossetto, do Paradise, com 241 (82-78-81). Na até 11 anos, venceu Bernardo Brezolin, do Dunas, com 242 (80-82-80), seguido por Gabriel Jurach Jobim da Silva, do Santa Maria, com 305 (99-104-102). E na feminina até 13 anos, Martina Collares, do PACC, venceu com 280 (98-91-91), seguida por Isadora Fernal, do Poços de Caldas, com 286 (95-97-94) e por Maria Luiza Soares, do PACC, com 295 (101-96-98).

Como as faixas etárias do ranking nacional, para o qual a Faldo Series também foi válida, são diferentes, houve classificação em separado para as categorias em questão: masculino até 11, 13, 15 e 18 anos e feminino até 13, 15 e 18 anos. Nessas, Gui foi campeão geral e até 18 anos, e Renato campeão até 15 anos. No feminino, Samire foi campeã geral e até 18 anos, e Isu campeã até 15 anos. Entre os de menos idades as categorias coincidem.

Premiação - A cerimônia de premiação teve a presença de Matthew Faldo, filho de Sir Nick Faldo e diretor da Faldo Series, circuito criado pelo seu pai; Keith Woods, coach que durante muitos anos treinou Faldo; Ricardo de Rose, vice-presidente da CBG; Luiz Henrique Santos, vice-presidente da Federação Rio-Grandense de Golfe; e Cláudio Altmayer, presidente do Porto Alegre Country Club.

Resultados completos