Federação Paulista de Golfe

Notícias

  • Home >>
  • notícias
sábado 28 de setembro de 2019

Honda Open – Aberto do Arujá: Thomas Choi amplia vantagem na liderança para cinco tacada

Carla Ziliotto estreia em primeiro no feminino. Torneio termina neste domingo com grande festa

 

Thomas Choi chega líder à volta final. Fotos: Ricardo Fonseca/F2 Comunicação

Thomas Choi chega líder à volta final. Fotos: Ricardo Fonseca/F2 Comunicação

Thomas Choi, do São Paulo GC, fez quatro birdies, neste sábado, 28 de setembro, três deles em buracos de par 5, para jogar 73 tacadas, uma acima do par, melhor resultado do torneio até agora, e ampliar de uma para cinco tacadas sua vantagem na liderança do Honda Open – 43º Aberto Masculino e Feminino do Arujá Golf Clube, que termina neste domingo e tem a categoria scratch valendo para o ranking mundial amador de golfe (WAGR) e para o ranking nacional. As demais categorias, que estrearam neste sábado, incluindo as femininas, valem para os rankings da Federação Paulista de Golfe (FPG).

Carla Ziliotto close 650

Carla Ziliotto também lidera por cinco no feminino

Ninguém levou ainda os dois prêmios que a Honda, patrocinadora Master do Aberto do Arujá, está oferecendo para quem fizer hole-in-one: um carro Honda Civic modelo 2020, no buraco 2, e uma moto Honda SH300, no buraco 16. A rodada final neste domingo terá uma grade festa para jogadores e convidados, com churrasco, Open Bar com chopp e música ao vivo, a partir das 14 horas, antecedendo a cerimônia de premiação. Neste sábado o atrativo do almoço foi o serviço de temakis.

Liderança – Apesar de as posições de bandeiras não estarem tão difíceis como na estreia, o vento frio da tarde complicou o jogo para muita gente, incluindo Choi, que estava três acima após dez buracos, antes de reagir com dois birdies no buracos finais, para somar 150 (77-73) tacadas. Fernando Vieira dos Santos, do Ibiúna, foi líder até seu 14º buraco do dia, antes de fazer dois duplo bogeys e terminar em segundo, com 155 (78-77) tacadas.

Marcos Park, do Paradise, também tee um dia difícil, para terminar em terceiro, com 156 (79-77). Seu caddie neste sábado foi o irmão mais velho, Matheus, que jogou os dois torneios do PGA Tour Latinoamérica no Brasil através do Monday Qualifying, mas não passou o corte. Matheus Oliveira, do Damha, vem a seguir, em quanto com 156 (79-77). Três jogadores classificaram-se a seguir, com 163: Edinilson de Lima, da Federação do Norte (83-80); Francisco Jotaro Ishihara (82-81), do PL; Gabriel Santos (81-82), do Imperial.

Categorias – Matheus Oliveira lidera entre os de handicap índex até 8,5, com 145 tacadas, seguido por Francisco Ishihara, com 147, e por Qintian Huang, do São Paulo e Marcos Park, com 148. Na 8,6 a 14, Alexandre Santos, do Paradise fez o melhor net do torneio, 62 tacadas, 10 abaixo, para abrir grande vantagem sobre João Carlos Ziliotto, ex-capitão do Arujá, que jogou 65. Roberto Elias Rodrigues, do Arujá, vem a seguir, com 67. Kyu Hwang Jung, do Arujá, jogou 68, e Ademir Mazon, do Sapezal, 69.

Na 14,1 a 19,4, Marcos Lopes de Almeida, do Vila da Mata, e Marcelo Fonseca, de São José lideram com 68, seguidos por Ryuji Emoto, do Arujá, e Antônio Ferreira Filho, do Guarujá, com 69. Já entre os seniores scratch a liderança é de Luiz Miyagi, do Arujá, com 165 (83-82) tacadas, seguido por José Edson Silva, do Ibiúna, com 172 (88-84) e de Young Han, do Clube Curitibano, com 176 (89-87).

Feminino – Entre as mulheres, Carla Ziliotto, do Arujá, a maior ganhadora do Aberto de seu clube, caminha para mais um título ao estrear com 75 tacadas, três acima, depois de jogar quatro acima no cinco primeiros buracos, e uma abaixo no restante do percurso. Sueli Miyuki, do Paradise, vem em Segundo, com 80, seguida por Samire Oliveira, do Arujá, que defende o título, e jogou 81.

Miyuki lidera entre as de handicap até 16, com 69, seguida por Carla, com 70 e por duas jogadoras com 74; Samire e Angelica Barboza, também do Arujá. Na 16,1 a 25,7, Julia Iegami, do Clube de Golfe de Campinas, jogou 71, seguida por Junko Omura, do Arujá, com 72, e por Chieko Takita, do PL, e Yuriko Wakimoto, do Arujá, com 74. Uma das atrações do torneio feminino, com o recorde de 35 mulheres, foi Miyoko Higashi, de Bastos, de 82 anos, que jogou 84 nesse categoria.

Patrocínio – Além do patrocínio Master da Honda, o Aberto do Arujá tem um recorde de mais de 30 empresas parceiras, muitas oferecendo produtos e serviços aos participantes. A organização é do Arujá Golf Club e da Federação Paulista de Golfe, com supervisão da Confederação Brasileira de Golfe, do R&A e do WAGR.

Acompanhe os horários de saída e os resultados